Quase acidente entre DRONE e AIRBUS relança discussão sobre segurança

08.01.15 - 15:30
16.186 Views
Os DRONES vieram para ficar, isso é fato !!!, mas além das belas fotografias e vídeos que eles proporcionam existem problemas sérios de segurança, isso ficou explícito com a revelação de que um deles quase se chocou com um A320 em Heathrow, Londres. O quase-acidente aconteceu em julho de 2014, mas só foi revelado a pouco e por causa disso, pelo menos na Inglaterra, voltaram as discussões sobre a necessidade de uma legislação mais rígida e ajustada às características deste tipo de veículo aéreo.

DDD

O quase acidente foi confirmado pela autoridade da aviação civil inglesa e envolveu um drone e um Airbus A320 que se aproximava do aeroporto de Heathrow, em Londres, a pouco mais de 200 metros da pista. A imprensa inglesa divulgou um relatório em que aviação civil inglesa classificou o acidente com “A” (a mais alta classificação), ou seja, com sério risco de colisão.  A Associação Britânica de Pilotos (Balpa) já tomou posição sobre o rápido aumento no número de drones operados por entusiastas amadores, que representa um «risco real» para os aviões comerciais.

Na minha opinião do Cmte. Marcelo Quaranta os drones carecem de uma regulamentação e com responsabilização. Os riscos não consistem apenas em interferências em relação às aeronaves em aproximação ou decolagem, mas também em relação às pessoas em terra. As aplicações, os locais de uso e as limitações de altura precisam ser bem definidas em regulamentação para evitar tais riscos.


Fonte: TSF Rádio Notícias / Imagem: Andries Cafmeyer

Ilustração: Ronaldo Borges, Norte Verdadeiro


O que você achou do resultado da enquete ??? Classifique utilizando as estrelinhas !!!

Os DRONES vieram para ficar, isso é fato !!!, mas além das belas fotografias e vídeos que eles proporcionam existem problemas sérios de segurança, isso ficou explícito com a revelação de que um deles quase se chocou com um A320 em Heathrow, Londres. O quase-acidente aconteceu em julho de 2014, mas só foi revelado a pouco e por causa disso, pelo menos na Inglaterra, voltaram as discussões sobre a necessidade de uma legislação mais rígida e ajustada às características deste tipo de veículo aéreo. O quase acidente foi confirmado pela autoridade da aviação civil inglesa e envolveu um drone e um Airbus A320 que se aproximava do aeroporto de Heathrow, em Londres, a pouco mais de 200 metros da pista. A imprensa inglesa divulgou um relatório em que aviação civil inglesa classificou o acidente com "A" (a mais alta classificação), ou seja, com sério risco de colisão.  A Associação Britânica de Pilotos (Balpa) já tomou posição sobre o rápido aumento no número de drones operados por entusiastas amadores, que representa um «risco real» para os aviões comerciais. Na minha opinião do Cmte. Marcelo Quaranta os drones carecem de uma regulamentação e com responsabilização. Os riscos não consistem apenas em interferências em relação às aeronaves em aproximação ou decolagem, mas também em relação às pessoas em terra. As aplicações, os locais de uso e as limitações de altura precisam ser bem definidas em regulamentação para evitar tais riscos. Fonte: TSF Rádio Notícias / Imagem: Andries Cafmeyer Ilustração: Ronaldo Borges, Norte Verdadeiro O que você achou do resultado da enquete ??? Classifique utilizando as estrelinhas !!!

50%

PERIGO ??!!

Essa pergunta foi feita em forma de enquete no Grupo Norte Verdadeiro e o resultado foi esse que vc esta vendo aí..... classifique o resultado da enquete com as estrelinhas, mostrando assim se você concorda ou não com os números.

SIM, eles oferecem PERIGO REAL pra aviação

88%

NÃO, eles não oferecem RISCO pra aviação

12%

User Rating : 4.17 ( 10 votes)
50

Piloto Comercial de Avião, formado pelo Aeroclube do Brasil, Fundador do Norte Verdadeiro, escritor nas horas vagas, aficionado por cinema, tecnologia e fotografia, completamente apaixonado por tudo que voa e pela magia de voar.